Resultado do "Melhor do Booker"

O romance "Os filhos da meia-noite" de Salman Rushdie foi premiado como o melhor entre todos os vencedores desde a primeira edição do Booker Prize. Rushdie, Cavaleiro do Império Britânico, de origem indiana, ficou mundialmente conhecido após ter sido ameaçado de morte por um decreto do aiatolá Khomeini em 1989, como punição pelo romance "Os versos satânicos".

A história da Índia moderna, a partir de sua independência em 1947, é a base do livro de Salman Rushdie que utiliza como fio condutor a troca de dois bebês, um de família hindu e outro de origem muçulmana, nascidos exatamente à meia-noite (ver aqui resenha completa do Mundo de K).

A votação, via Internet, se encerrou no dia 8 de Julho, sendo que 7801 pessoas visitaram o site do Booker Prize para escolher entre os seis romances nomeados: The Ghost Road de Pat Barker (1995), Oscar and Lucinda de Peter Carey (1988), Disgrace de JM Coetzee (1999), The Siege of Krishnapur de JG Farrell (1973), The Conservationist de Nadine Gordimer (1974) e o ganhador, Midnight's Children (1981), eleito com 36% dos votos.

22 comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Monólogo de Molly Bloom em Ulysses, "sim eu disse sim eu quero Sim"

20 personagens femininas da literatura mundial

Ian McEwan - Enclausurado

20 problemas que somente os apaixonados por livros podem entender

As 20 melhores distopias da literatura

Amós Oz e David Grossman avançam para a shortlist do Man Booker International Prize 2017