Os Melhores Contos de Cães e Gatos - Organização Flávio Moreira da Costa

Antes de mais nada, é melhor não se enganar com a aparente simplicidade do tema ou da capa desta Antologia. Se você é um amante de cães (meu caso – ver postagem sobre cães e literatura aqui), gatos ou simplesmente não vê nenhum sentido em desenvolver um relacionamento afetivo com um animal de estimação (desconfio sempre desse tipo de pessoa), não há como deixar de apreciar os 43 contos narrados por mestres da literatura de todas as épocas como Honoré de Balzac, Émile Zola, Rudyard Kypling, Ivan Turguêniev, Anton Tchekhov, Machado de Assis, Thomas Mann, Luigi Pirandello, Mario Benedetti, entre muitos outros. No final, os contos acabam falando mais e, principalmente, do comportamento do homem e, sobretudo, do que ele tem de bom e mau através de sua relação com os animais.

Flávio Moreira da Costa se saiu bem mais uma vez ao organizar esta nova Antologia de sucesso, depois de Os melhores contos de loucura (Ediouro, 2007 - ver aqui resenha do Mundo de K), Os melhores contos fantásticos (Nova Fronteira, 2006), Grandes contos populares do mundo todo (Ediouro, 2005), Os melhores contos de medo, horror e morte (Nova Fronteira, 2005), As cem melhores histórias eróticas da literatura universal (Ediouro, 2003), Os cem melhores contos de humor da literatura universal (Ediouro, 2001) e outras, além de uma bibliografia própria considerável com romances, contos e ensaios.

O time de tradutores desta edição também é de primeira linha, contando com traduções exclusivas de Celina Portocarrero (francês, inglês e italiano), Léo Schlafman (espanhol, italiano e francês), Rubens Figueiredo (russo), Roberto Muggiati (inglês), Daniel Pellizzari (inglês), Flávio Alves MC (francês), Alves Moreira (inglês), Maria Luiza Newlands (inglês), Flávio Moreira da Costa (inglês) e Julia Romeu (inglês).

Os contos foram selecionados de várias épocas, iniciando na antiguidade (Homero e Fedro), passando pelo Renascimento (Leonardo da Vinci), Romantismo e Realismo, até chegar ao século XX. Esta variação acaba tirando a uniformidade da Antologia, mas por outro lado oferece uma oportunidade de conhecer novos autores e comparar estilos e épocas diferentes. Gostaria de finalizar com esta excelente citação de Tchekhov: "Que grandes pessoas são os cães!", tão bem destacada e comprovada por Flávio Moreira da Costa (sem desmerecer os gatos, é claro).

29 comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Os melhores conselhos para conviver com uma pessoa fanática por livros

Os meninos da rua Paulo - Ferenc Molnár

João Gilberto Noll (1946-2017)

As 20 melhores distopias da literatura

As estranhas flores de Georgia O’Keeffe

20 sites para baixar livros legalmente e de graça