Espinosa e o Deus Natureza


"Pela decisão dos anjos e julgamento dos santos, excomungamos, expulsamos, execramos e maldizemos Baruch de Espinosa... Maldito seja de dia e maldito seja de noite; maldito seja quando se deita e maldito seja quando se levanta; maldito seja quando sai, maldito seja quando regressa... Ordenamos que ninguém mantenha com ele comunicação oral ou escrita, que ninguém lhe preste favor algum, que ninguém permaneça com ele sob o mesmo teto ou a menos de quatro jardas, que ninguém leia algo escrito ou transcrito por ele."

O trecho acima faz parte do documento de excomunhão ou banimento do filósofo Baruch de Espinosa (1632 - 1677) da comunidade judaica de Amsterdam, emitido em 27 de julho de 1656. O que me fez relembrar Espinosa foi a citação de Benjamin Moser na biografia de Clarice Lispector sobre a concepção espinosiana da Natureza e esta influência na gestação de "Perto do Coração selvagem", primeiro romance de Clarice. Este pensamento resulta em que as mesmas regras que se aplicam ao homem aplicam-se igualmente a Deus, que não é mais um ser moral, preso a noções de bem e mal, interferindo em assuntos humanos, recompensando e punindo, mas uma categoria filosófica equivalente à Natureza. Não é mais "o Deus humanizado das religiões".

O racionalismo absoluto de Espinosa combate a superstição que, segundo ele, faz surgir uma religião onde Deus é um ser colérico ao qual se deve prestar culto para que seja sempre benéfico. A superstição origina também intermediários e intérpretes da vontade de Deus, capazes de oficiar os cultos, profetizar eventos e invocar milagres. O conceito do Deus Natureza em oposição ao Deus humanizado das religiões parece não ter perdido a sua força, pelo contrário, quase quatro séculos depois o pensamento de Espinosa permanece desafiador e inspirador como podemos constatar pelo recente sucesso do filme Avatar de James Cameron. Provavelmente Espinosa não fazia idéia do poder de sua filosofia depois da terrível sentença de excomunhão.

Durante as duas próximas semanas estarei viajando de férias e não poderei atualizar o blog, espero retornar com boas idéias para novas postagens. Até a volta e deixo vocês com o pensamento de Espinosa.

28 comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Os melhores conselhos para conviver com uma pessoa fanática por livros

Os meninos da rua Paulo - Ferenc Molnár

As 20 melhores distopias da literatura

As estranhas flores de Georgia O’Keeffe

20 sites para baixar livros legalmente e de graça

O Idiota - Fiódor Dostoiévski