My Question for Myself

A imagem ao lado do poeta Hans Magnus Enzensberger é da fotógrafa Carolin Seeliger e faz parte de um ensaio com escritores que acompanha o projeto do crítico literário Tobias Wenzel, publicado na revista literária GRANTA, em que ele pede ao entrevistado que assuma o papel de entrevistador, fazendo a si mesmo uma pergunta e respondendo. A fotógrafa decidiu tirar retratos somente em preto-e-branco dos escritores utilizando uma câmera de grande formato e focalizando apenas nos olhos, atraindo, desta forma, o olhar de quem vê.

A relação desses auto-entrevistadores, publicados na revista GRANTA Nº 100 (edição Nº 3 da versão em português) incluiu os seguintes escritores: Zadie Smith, Jonathan Franzen, Isabel Allende, Gary Shteyngart, Marie NDiaye, Hans Magnus Enzensberger, Richard Ford e o prêmio Nobel Gao Xingjian. Uma seleção para nenhum leitor colocar defeito.

Vejam só que maravilha a pergunta e resposta de Enzensberger (que eu gostaria muito de tentar incorporar à minha vida pessoal):

"Sr. Enzensberger, por que você não é infeliz?"

"O tempo que me resta é precioso demais para isso."

Ou a pergunta abaixo um pouco mais bem-humorada do badalado escritor Jonathan Franzen, autor de Liberdade, publicado em 2010 e classificado pelo conceituado jornal The Guardian como o livro do século (Companhia das Letras, 2011).

"Sr, Franzen, você está em um ponto de sua vida e da sua carreira em que não precisa mais posar para fotos. Já foi fotografado centenas de vezes. Você poderia simplesmente dizer: chega. Por que você não faz isso? Por que você é tão simpático quando as pessoas pedem para tirar uma foto sua?"

"Bem, Sr. Franzen, essa é uma pergunta muito boa. Acho que faço isso porque me custaria ainda mais energia tentar dizer não. Faço isso porque é o caminho de menor resistência. Faço porque às vezes é mais fácil apenas ser legal. Paradoxalmente, abaixar a guarda e sorrir para a câmera é um modo de preservar minha privacidade. Ao dizer sim, você está controlando algo que pode não controlar se disser não. Quanto mais você se expõe, mais protegido está. Não entendo como funciona. Mas é assim que parece ser."
4 comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Ian McEwan - Enclausurado

20 problemas que somente os apaixonados por livros podem entender

As 20 melhores distopias da literatura

Amós Oz e David Grossman avançam para a shortlist do Man Booker International Prize 2017

Os cães coloridos, dois poetas brasileiros que não podemos esquecer

As 20 melhores utopias da literatura