domingo, setembro 23, 2012

Leonard Cohen - A brincadeira favorita

Leonard Cohen - A Brincadeira Favorita - Editora Cosac Naify - 248 páginas - Tradução de Alexandre Barbosa de Souza - Orelha de Daniel Galera - Lançamento março/2012.

O escritor, poeta e compositor canadense Leonard Cohen é mais conhecido por suas canções de estilo folk-rock como Hallelujah de 1984, imortalizada na interpetação de Jeff Buckley (1966 - 1997) no Álbum Grace de 1994, assim como outros exemplos da conexão entre música e literatura como Bob Dylan, Patti Smith e Tom Waits. Leonard Cohen só foi definitivamente consagrado pelo seu trabalho na área de letras ao ganhar o prêmio Príncipe de Astúrias de Literatura em 2011.

O romance A brincadeira favorita foi lançado originalmente em 1963, quando Cohen, aos 29 anos, já havia publicado dois livros de poesia – Let Us Compare Mythologies (1956) e The spice-box of Earth (1961). A brincadeira favorita é um romance de formação que narra a história de Lawrence Breavman, alterego de Cohen, desde a sua infância em Montreal no final dos anos 40 até atingir a maturidade em Nova York. Os eventos principais de sua biografia são norteados pelos relacionamentos com várias namoradas, conversas com seu amigo Krantz, poesia e música, a morte do pai e o processo de decadência mental da mãe.

O que mais chama a atenção neste romance é o estilo único de Cohen, dono de um lirismo contundente que transborda em poesia pura à partir de suas frases curtas e fragmentadas: "Crianças exibem suas cicatrizes como medalhas. Amantes as usam como segredos a serem revelados. Uma cicatriz é o que acontece quando a palavra se faz carne. É fácil exibir uma ferida, as orgulhosas cicatrizes de guerra. O difícil é ter espinhas."
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
>