santidade e pecado


As fotos do russo Oleg Dou, nascido em Moscou em 1983, me fazem sentir essa estranha sensação ambígua de santidade e pecado. Talvez ele tenha herdado da mãe pintora essa aptidão pela arte para obter resultados através da manipulação de arquivos de imagens digitais, transformando a pele dos modelos em superfícies de porcelana. Oleg Dou, apesar de ainda jovem, já tem trabalhos expostos em galerias da França, Bélgica, Espanha, Rússia e EUA. Mais detalhes sobre o fotógrafo neste vídeo e também em sua página no facebook.


Mesmo as imagens de crianças podem ser assustadoras quando elas parecem estar em alguma região entre a vida e a morte. Nas palavras do próprio artista em uma recente exibição na Coreia: "Eu utilizo as possibilidades artificiais da fotografia digital como uma ferramenta para alcançar o ponto entre opostos tais como vida e morte, atraente e perturbador, belo e feio". Melhor definição só mesmo pelas próprias obras.

8 comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Os melhores conselhos para conviver com uma pessoa fanática por livros

Os meninos da rua Paulo - Ferenc Molnár

As 20 melhores distopias da literatura

As estranhas flores de Georgia O’Keeffe

20 sites para baixar livros legalmente e de graça