santidade e pecado


As fotos do russo Oleg Dou, nascido em Moscou em 1983, me fazem sentir essa estranha sensação ambígua de santidade e pecado. Talvez ele tenha herdado da mãe pintora essa aptidão pela arte para obter resultados através da manipulação de arquivos de imagens digitais, transformando a pele dos modelos em superfícies de porcelana. Oleg Dou, apesar de ainda jovem, já tem trabalhos expostos em galerias da França, Bélgica, Espanha, Rússia e EUA. Mais detalhes sobre o fotógrafo neste vídeo e também em sua página no facebook.


Mesmo as imagens de crianças podem ser assustadoras quando elas parecem estar em alguma região entre a vida e a morte. Nas palavras do próprio artista em uma exibição na Coreia: "Eu utilizo as possibilidades artificiais da fotografia digital como uma ferramenta para alcançar o ponto entre opostos tais como vida e morte, atraente e perturbador, belo e feio". Melhor definição só mesmo pelas próprias obras.

8 comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

20 citações de escritores sobre a arte de escrever

Monólogo de Molly Bloom em Ulysses, "sim eu disse sim eu quero Sim"

20 personagens femininas da literatura mundial

20 problemas que somente os apaixonados por livros podem entender

Ian McEwan - Enclausurado

As 20 melhores distopias da literatura