Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2012

Vencedores do Prêmio Portugal Telecom 2012

Imagem
Foram anunciados os vencedores da 10ª edição do Prêmio Portugal Telecom de Literatura. Valter Hugo Mãe foi o vencedor na categoria romance e Nuno Ramos e Dalton Trevisan nas categorias poesia e contos/crônica, respectivamente:

Romance -A máquina de fazer espanhóis, Valter Hugo Mãe (Cosac Naify);
Poesia - Junco, Nuno Ramos (Iluminuras);

Conto/Crônica - O Anão e a Ninfeta, Dalton Trevisan (Record).
O escritor angolano radicado em Portugal, Valter Hugo Mãe foi o grande vencedor, levando também o prêmio de melhor livro do ano em uma escolha que considero muito justa (ver aqui resenha do Mundo de K para A máquina de fazer espanhóis) e se declarou "lerdo de felicidade" com a premiação. Este ano o Portugal Telecom foi bastante disputado com outros finalistas de ótimo nível como Michel Laub e Julián Fuks na categoria romance.

Tatiana Salem Levy - Dois rios

Imagem
Tatiana Salem Levy - Dois rios - Editora Record - 224 páginas - Lançamento 2011.
Com este último romance, Tatiana Salem Levy enfrenta o desafio de superar a sua excelente estreia com  A Chave de Casa que ganhou o prêmio São Paulo de Literatura, autor estreante em 2008.O livro é dividido em duas partes, narradas em sequência por Joana e Antônio, um casal de irmãos gêmeos, cada um com seu próprio ponto de vista, partindo de um evento trágico comum da infância, a morte precoce do pai quando eles tinham apenas doze anos. Enquanto a visão de Joana é mais centrada na história da família e no seu relacionamento com a mãe (um ponto semelhante com A Chave de Casa) que ela não abandonou após a morte do pai, a narrativa de Antônio é mais individualista, centrada nas suas experiências de fotógrafo em outros países. Existe, no entanto, um elo que une as duas histórias, a francesa Marie-Ange por quem os dois irmãos se apaixonam em épocas e lugares diferentes. A transição entre a abordagem feminina e…

20 romances eróticos que se tornaram clássicos

Imagem
Em conformidade com o recente interesse do mercado editorial em publicações eróticas, especialmete devido a uma certa trilogia de muito sucesso na tonalidade cinza, selecionei alguns clássicos muito bem escritos sobre este tema sempre presente na literatura universal. A ordem de aparecimento, como sempre, é apenas cronológica.
(01) Decameron (1352) - Giovanni Boccaccio (1313 - 1375);

(02) Moll Flanders (1722) - Daniel defoe (1660 - 1731);

(03) Fanny Hill (1748) - John Cleland (1709 - 1789);

(04) As Relações Perigosas (1782) - Choderlos de Laclos (1741 - 1803);

(05) Os 120 dias de Sodoma (1785) - Marquês de Sade (1740 - 1814);

(06) Madame Bovary (1857) - Gustave Flaubert (1821 - 1870);

(07) A Vênus das Peles (1870) - Leopold von Sacher-Masoch (1836 - 1895);

(08) Autobiografia de uma Pulga (1887) - Anônimo;

(09) Breve Romance de Sonho (1926) - Arthur Schnitzler ( 1862 - 1931);

(10) O amante de Lady Chatterley (1928) - D.H. Lawrence (1885 - 1930);

(11) História do Olho (1928) - Georges Bataille (18…

Michel Laub - Diário da Queda

Imagem
Michel Laub - Diário da Queda - Editora Companhia das Letras - 152 páginas - Lançamento 14/03/2011 (ler aqui trecho do romance disponibilizado pela Editora).

Michel Laub, neste seu quinto romance, lida pela primeira vez com a herança cultural legada por sua ascendência judáica em um livro sobre a memória, não apenas a memória individual, mas também a memória coletiva de três gerações de uma família que tem a história marcada pelo holocausto. Um tema bastante complexo e que ainda apresenta a dificuldade de encontrar um ponto de vista original, que não tenha se esgotado, longe do tom de vitimização tão comum e já abordado na literatura por autores como Primo Levi. O próprio Michel Laub deixa clara a impossibilidade, mas, ao mesmo tempo, a necessidade de discutir essa herança e os efeitos dela na formação do seu personagem no trecho abaixo:
"Eu também não gostaria de falar desse tema. Se há uma coisa que o mundo não precisa é ouvir minhas considerações a respeito. O cinema já se enca…

Rodrigo de Souza Leão

Imagem

Charles Dickens - Grandes Esperanças

Imagem
Charles Dickens - Grandes Esperanças - Editora Companhia das Letras - Selo Penguin Companhia - 704 páginas - Tradução de Paulo Henriques Britto - Introdução de David Trotter e Notas de Charlotte Mitchell, lançamento 26/06/2012 (ler aqui trecho do romance disponibilizado pela Editora).
Gosto muito de ler autores contemporâneos, sempre na expectativa de descobrir novas estruturas narrativas e ideias originais que ajudem a refletir sobre a sociedade atual e o momento histórico que estamos vivendo. No entanto, a chance de ler um romance clássico como Grandes Esperanças de Charles Dickens (1812 - 1870), em excelente tradução de Paulo Henriques Britto, é uma experiência única que nos faz entender o motivo da verdadeira literatura ser uma arte atemporal e permanente. Principalmente, neste ano em que comemoramos 200 anos do nascimento de Dickens (visitar o site oficial clicando aqui), constatamos que, apesar das novidades tecnológicas, o homem não mudou a sua essência e permanece envolvido com…

Cadernos de Literatura

Imagem
O Instituto Moreira Salles liberou em seu site mais edições digitalizadas dos Cadernos de Literatura Brasileira. Siga o link para ter acesso aos Cadernos de Machado de Assis, Euclides da Cunha, Mario Quintana e Ferreira Gullar. A série apresenta entrevistas, ensaios, depoimentos, manuscritos inéditos e registros fotográficos sobre os principais autores brasileiros. Esta é uma postagem de utilidade pública!
Segundo informações do site, o Instituto Moreira Salles (IMS) é uma entidade civil sem fins lucrativos que tem por finalidade exclusiva a promoção e o desenvolvimento de programas culturais. Seu acervo reúne cerca de 550 mil fotografias, 100 mil músicas (entre as quais, 25 mil gravações digitalizadas), uma biblioteca com 400 mil itens (quase 90 mil deles catalogados) e uma pinacoteca com mais de três mil obras. O projeto de digitalização dos Cadernos de Literatura foi iniciado em maio de 2011 com as edições de Carlos Heitor Cony, Clarice Lispector, Érico Veríssimo e Millôr Fernandes …
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...