Banana Yoshimoto - The Lake

Literatura contemporânea japonesa
Banana Yoshimoto - The Lake - 192 páginas - Editora Melville House - Lançamento: 2012 - Tradução Michael Emmerich - Lançamento original no Japão: 2005.

Neste seu último romance traduzido para o inglês, Banana Yoshimoto volta a trabalhar com delicadeza temas como amor e morte ao utilizar uma história romântica pouco convencional, narrada do ponto de vista da jovem Chihiro que se muda para Tóquio de forma a superar os momentos difíceis da doença terminal que levou à morte da mãe e iniciar uma carreira como artista gráfica. A protagonista sente algum alívio pela possibilidade do anonimato em uma cidade grande e a chance de iniciar uma vida normal já que na sua infância os pais não puderam ter um casamento tradicional devido ao preconceito da sociedade local e da reação da conceituada família do pai contra a mãe que era proprietária de um bar em uma cidade do interior.

Chihiro estabelece contato casual com o estranho Nakajima que também perdeu a mãe recentemente e, além disso, esconde um passado misterioso, aparentemente marcado por um trauma psicológico. Ambos se apoiam mutuamente para superar as próprias perdas e passam a morar juntos no apartamento de Chihiro como amigos. O cotidiano dos dois é pouco comum porque Nakajima não consegue se relacionar sexualmente e vive em um mundo paralelo, inacessível a ela.

A identificação principal do casal é a própria inadaptação à sociedade japonesa que os cerca mas, no entanto, à medida que o relacionamento se fortalece com base na confiança crescente e que Chihiro e Nakajima desenvolvem seus projetos profissionais, ela sendo contratada para pintar um mural que chama a atenção da mídia para impedir a demolição de uma escola e ele estudando o seu complicado doutorado, relacionado com pesquisa genética, nasce um forte vínculo entre eles, principalmente da parte de Chihiro.

Com base nesta relaçao de confiança, Nakajima convida Chihiro a uma viagem ao campo para visitar Mino e Chii, amigos que conviveram com ele no passado em um local paradisíaco às margens de um lago. Neste ponto, Banana Yoshimoto desenvolve outro tema predileto em seus romances, a ligação entre o mundo visível e invisível, o efeito místico em seus personagens e na sua história. A viagem explicará a origem do sofrimento de Nakajima e a possibilidade de um futuro para o estranho casal.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

20 citações de escritores sobre a arte de escrever

Monólogo de Molly Bloom em Ulysses, "sim eu disse sim eu quero Sim"

20 personagens femininas da literatura mundial

20 problemas que somente os apaixonados por livros podem entender

Ian McEwan - Enclausurado

As 20 melhores distopias da literatura