sábado, janeiro 17, 2015

Haruki Murakami - The Elephant Vanishes

Haruki Murakami - The Elephant Vanishes - 336 páginas - Editora Vintage - Tadução de Alfred Birnbaum e Jay Rubin - Lançamento 2003.

Esta antologia, infelizmente ainda não lançada no Brasil, reúne dezessete contos de Haruki Murakami escritos entre 1983 e 1990 e publicados separadamente em revistas literárias como a The New Yorker. As narrativas, no melhor estilo kafkiano, em sua maioria ligadas a temas fantásticos ou surrealistas, mas sempre com um toque de humor, ocorrem em mundos paralelos, espécie de brechas ao disciplinado cotidiano da classe média nas grandes cidades japonesas. Normalmente escritos em primeira pessoa e ritmo acelerado, os contos despertam o interesse desde o primeiro parágrafo, deixando aquela sensação de pena, bem conhecida de todos os leitores, quando chegamos ao final de um bom livro e temos que retornar ao mundo real.

No conto de abertura, The Wind-up Bird and Tuesday´s Women, o nosso protagonista está cozinhando spaghetti com música de fundo de Rossini, interpretado pela Orquestra Sinfônica de Londres (sempre as referências ocidentais típicas de Murakami), quando é perturbado pela ligação telefônica de uma mulher desconhecida que pede apenas dez minutos do seu tempo. Assim tem início um estranho pesadelo que passa pela busca de Noboru Watanabe, o gato desaparecido da sua esposa, único personagem com nome, e o encontro com uma sensual garota nos jardins escondidos dos fundos das casas da vizinhança. Este conto foi adaptado em 1994 como capítulo inicial do romance The Wind-up Bird  Chronicle (também não lançado no Brasil).

Em "The Second Bakery Attack", publicado originalmente na revista Playboy em 1985, um casal sente uma espécie de fome desesperadora e decide praticar um roubo em uma padaria, não pelo dinheiro, mas simplesmente para aplacar a fome. No entanto, depois de dirigir por vários bairros de Tóquio, como Roppongi e Shibuya, encontram todo o tipo de pessoas e lojas, menos uma padaria e, na falta de tal estabelecimento, munidos de metralhadora e máscaras, decidem assaltar uma filial do McDonald's. Um argumento que muito bem poderia ser utilizado como roteiro para um filme de Tarantino.

Murakami abre espaço para o romantismo no conto "On seeing the 100% Perfect Girl One Beautiful April Morning" onde um encontro casual em uma bela manhã de abril, nos movimentados cruzamentos das ruas do bairro de Harajuko em Tóquio, define o que se poderia chamar de destino quando o protagonista cruza com uma mulher de aparência nada especial, mas que ele sabe ser o seu tipo de garota 100% perfeita.

Em "Sleep" o autor imagina o que acontece quando uma mulher não consegue dormir por dezessete dias seguidos e começa a passar as noites em um mundo isolado da vida aparentemente feliz que levava com o marido e filho, relendo os romances preferidos da juventude como Ana Karenina, comendo chocolate e bebendo conhaque. As consequências da insônia, à princípio, não parecem afetar a sua vida durante o dia, até o momento em que ela começa a sentir aversão pelo marido e percebe que talvez a morte não seja tão parecida com o sono, como pensava anteriormente.

Em "The Little Green Monster" uma mulher é surpreendida por uma estranha criatura de escamas verdes que surge das profundezas da terra em seu jardim, mas logo a situação se inverte quando ela percebe que o pequeno monstro não quer o seu mal, muito pelo contrário, e percebemos que nada é o que parece, principalmente lendo um livro de Murakami.

O conto final, The Elephant Vanishes, que empresta o título à antologia, apela mais uma vez para uma situação absurda quando um elefante e seu tratador desaparecem misteriosamente, sem deixar pistas, de um pequeno zoológico nos subúrbios de Tóquio. O nosso protagonista acompanha o caso pelos jornais e não concorda que o elefante tenha fugido como foi publicado, mas sim que tenha simplesmente evaporado. Ele desenvolve uma fixação com este evento que afetará a sua vida.

Existe uma versão deste livro disponível para português publicada em Portugal com o título de "O elefante Evapora-se" pela Editora Casa das Letras, mas sugiro se arriscar mesmo nesta tradução para o inglês. Os fãs de Murakami não se arrependerão, posso garantir.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
>