terça-feira, maio 19, 2015

Man Booker International Prize 2015


O húngaro László Krasznahorkai é o vencedor do Man Booker International Prize 2015, premiação criada em 2004 no valor de 60.000 libras e atribuída a cada dois anos pelo conjunto da obra do autor. As versões anteriores já contemplaram escritores consagrados como: Lydia Davis, Philip Roth, Alice Munro, Chinua Achebe e Ismael Kadare. Não confundir com o Man Booker Prize for Fiction, de periodicidade anual e específico para um romance, que terá a sua longlist anunciada em 29 de julho de 2015.

László Krasznahorkai é um desconhecido em nosso país e entre suas obras mais famosas estão "The Melancholy of Resistance", de 1989, e "Satantango", de 1985. Quem sabe agora alguma editora local não se interessa em traduzir (de preferência em tradução direta) e publicar o húngaro no Brasil.

Nesta edição, a organização escolheu quatro africanos entre os dez finalistas, incluindo o moçambicano Mia Couto, vencedor do Prêmio Camões em 2013. Ver abaixo a relação completa dos dez finalistas com links para as respectivas biografias no portal do Man Booker Prize:

César Aira (Argentina);
Hoda Barakat (Líbano);
Maryse Condé (Guadalupe);
Mia Couto (Moçambique);
Amitav Ghosh (Índia);
Fanny Howe (Estados Unidos);
Ibrahim al-Koni (Líbia);
Lázló Krasznahorkai (Hungria);
Alain Mabanckou (República do Congo);
Marlene van Niekerk (África do Sul).
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
>