domingo, fevereiro 21, 2016

20 citações de Umberto Eco sobre o seu amor aos livros


Em uma entrevista de 2015 ao jornal português Expresso, no seu apartamento em Milão, Umberto Eco (1932 - 2016) respondeu sobre a quantidade de livros que guardava em sua biblioteca particular, "onde o branco é a cor fundamental e os livros tomaram conta de qualquer superfície capaz de os sustentar"; perto de 30 mil volumes que somando-se aos da sua casa de campo e do escritório na universidade e num pequeno apartamento em Paris deveriam totalizar 50 mil livros. Ainda, sobre a clássica e tola pergunta, "você já leu todos os livros da sua biblioteca particular?", Umberto Eco enumerou três possíveis respostas: (a) "Li muitos mais", (b) "Não li nenhum, senão porque os guardaria?", (c) "Não, mas tenho de os ler na próxima semana". Segue abaixo algumas citações para lembrar do escritor, filósofo, semiólogo, linguista e bibliófilo, que resumem e explicam o seu amor aos livros, qual a sua preferida?

(01) "As bibliotecas podem tomar o lugar de Deus."

(02) "O bom de um livro é que se leia."

(03) "O mundo está cheio de livros fantásticos que ninguém lê."

(04) "Vivemos para os livros."

(05) "Para sobreviver é preciso contar histórias."

(06) "Nenhum romancista pode imaginar algo mais terrível que a verdade."

(07) "Se as pessoas compram meus livros por vaidade, considero que é um imposto sobre a idiotice."

(08) "Por vezes, um bom resumo pode dizer mais sobre um romance do que um livro de duzentas páginas."

(09) "Todos os poetas escrevem poesia ruim. Os poetas ruins as publicam, os poetas bons as queimam."

(10) "Eu adoro o cheiro de tinta dos livros de manhã."

(11) "Os livros não foram feitos para serem acreditados, mas para que os questionemos. Quando lemos um livro, devemos perguntar a nós próprios não o que diz, mas o que significa."

(12) "Sempre me considerei um acadêmico que num fim de semana de verão decidiu escrever um romance."

(13) "O livro ainda é o meio ideal para aprender. Não precisa de eletricidade, e você pode riscar à vontade."

(14) "O excesso de informação provoca amnésia."

(15) "As mentiras são mais fascinantes do que a verdade."

(16) "As redes sociais deram voz aos imbecis."

(17) "Eu penso que um livro deve ser julgado dez anos mais tarde, depois de o lermos e de o voltarmos a ler."

(18) "Conhecer é filtrar."

(19) "Assim eu redescobri o que os escritores sempre souberam (e disseram-nos uma e outra vez): livros sempre falam de outros livros, e cada história conta uma história que já foi contada. "

(20) "Não escrevo nenhuma espécie de autobiografia, mas os romances são a minha autobiografia, há uma diferença."
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
>