segunda-feira, fevereiro 29, 2016

Principais prêmios literários nacionais em 2016


Nem sempre as premiações refletem os trabalhos mais relevantes de um determinado período, a imparcialidade das avaliações pode ser afetada por motivos políticos ou marketing das editoras e autores. De qualquer forma, os concursos literários, mesmo que nem sempre justos e parciais, são sempre uma ótima oportunidade para discutir literatura e conhecer novos escritores. Segue portanto um resumo das principais premiações nacionais com informações gerais e links de referência, inclusive das versões anteriores, e as respectivas datas previstas para 2016, quando disponíveis. É bom destacar que nem sempre existe um calendário fixo — pelo menos não publicado com a devida antecedência nos respectivos sites —  e, principalmente, garantia de continuidade dos concursos, como foi o caso do Prêmio Portugal Telecom, substituído em 2015 pelo Prêmio Oceanos. Infelizmente, sabemos bem como são os problemas de organização e planejamento em nosso país, muitas vezes em áreas mais prioritárias do que a literatura.

Prêmio Sesc de Literatura - Promovido pelo Serviço Social do Comércio com o objetivo de premiar anualmente obras inéditas nas categorias Conto e Romance, destinadas ao público adulto, escritas em língua portuguesa, por autores brasileiros ou estrangeiros, residentes no Brasil (Leia aqui o Edital detalhado da versão 2016). O resultado será divulgado em junho de 2016 e o vencedor de cada categoria terá a sua obra publicada e distribuída comercialmente pela Editora Record, com uma tiragem inicial mínima de 2.000 exemplares. Cada vencedor assinará contrato de publicação com a editora, que ficará responsável pelos termos de edição.

Segundo informações da organização do Sesc, para a versão 2016, as inscrições se encerraram em 12 de fevereiro e 1.503 livros foram registrados — 709 contos e 794 romances. São Paulo e Rio de Janeiro foram os estados com maior número de candidatos: 469 e 208, respectivamente. O número de inscrições deste ano é três vezes maior que a média histórica do projeto. 

O prêmio Sesc já revelou 21 novos escritores, na versão 2015 foram premiadas Sheyla Smanioto com o romance "Desesterro" (Editora Record) e Marta Barcellos com o livro de contos "Antes que Seque" (Editora Record). Para conhecer todos os vencedores do Prêmio Sesc desde a criação em 2004, siga este link.


Prêmio São Paulo de Literatura - Criado em 2008 pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo para difundir e valorizar a leitura. Consiste na seleção anual dos melhores livros de ficção, no gênero romance, escritos em língua portuguesa, originalmente editados e publicados no Brasil no ano anterior. Até o momento não havia sido disponibilizado o Edital 2016 no site (ler aqui o Edital 2015, como referência).

Em 2015, Estevão Azevedo ganhou R$ 200 mil na categoria de melhor romance do ano com "Tempo de Espalhar Pedras" (Editora Cosac Naify); Micheliny Verunchk ganhou R$ 100 mil na categoria de melhor romance do ano, autor estreante com mais de 40 anos, com "Nossa Teresa - "Vida e Morte de Uma Santa suicida" (Editora Patuá) e Débora Ferraz ganhou também R$ 100 mil na categoria de melhor romance do ano, autor estreante com menos de 40 anos com "Enquanto Deus Não Está Olhando" (Editora Record). Ler aqui resenha do Mundo de K sobre os resultados de 2015. Para conhecer todos os finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura desde a criação em 2008, siga o link.

Prêmio Oceanos - A partir de 2015 o Prêmio Portugal Telecom de Literatura foi cancelado pelos antigos patrocinadores, passando a ser chamado de Oceanos - Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa e patrocinado pelo Itaú Cultural. A premiação é focada nas obras de poesia, prosa e crônicas em língua portuguesa. Até o momento não havia sido disponibilizado o Edital 2016 no site (ler aqui o Edital 2015, como referência).

No ano passado foi divulgado pela imprensa (ler a matéria da Folha aqui) que o Prêmio Oceanos tinha a intenção de se transforma em uma espécie de Man Booker Prize da língua portuguesa, passando a ter entre os concorrentes livros publicados em qualquer lugar do mundo, desde que escritos em português. Um plano ambicioso que ainda aguarda confirmação.

Até o ano passado, podiam concorrer obras de criação literária publicadas no ano anterior. O vencedor da versão 2015 foi Silviano Santiago com "Mil Rosas Roubadas" (Editora Companhia das Letras), com um prêmio de R$ 100 mil. O segundo lugar ficou com Elvira Vigna com "Por Escrito" (Editora Companhia das Letras), prêmio de R$ 60 mil. Os demais ganhadores foram, respectivamente: Alberto Mussa com "A primeira História do Mundo" (Editora Record), prêmio de R$ 40 mil e Glauco Mattoso com "Sacola de Feira (NVersos), prêmio de R$ 30 mil.

Prêmio Jabuti - Este ano o Jabuti lançará a sua 58° edição e é, sem dúvida, o mais tradicional e antigo prêmio literário brasileiro, desde a sua primeira edição em 1959. Atualmente é organizado anualmente pela Câmara Brasileira do Livro, sendo que, até o momento, não havia sido disponibilizado pela organização o Edital de 2016 no site (ler aqui o Edital 2015 como referência).

Em 2015 a organização considerou 27 categorias e o resultado surpreendeu, principalmente com Maria Valéria Rezende levando o primeiro lugar na categoria romance com "Quarenta Dias" (Editora Objetiva) e desbancando nomes consagrados como Chico Buarque e Cristovão Tezza. Na categoria Contos e Crônicas, a Câmara Brasileira do Livro também surpreendeu escolhendo o livro de estreia de Carol Rodrigues, "Sem Vista para o Mar - Contos de Fuga" (Editora Edith), no lugar de pesos pesados como João Ubaldo Ribeiro. Ler aqui resenha do Mundo de K sobre os resultados da versão 2015.

Para conhecer todos os finalistas do Prêmio Jabuti desde a primeira edição em 1959, siga este link.


Prêmio Fundação Biblioteca Nacional - Ocorre anualmente, contemplando autores, tradutores e projetistas gráficos brasileiros em nove categorias: poesia, romance, conto, ensaio social, ensaio literário, tradução, projeto gráfico, literatura infantil e literatura juvenil. Até o momento não havia sido disponibilizado o Edital 2016 no site (ler aqui o Edital 2015, como referência).

Em 2015, Tércia Montenegro ganhou o prêmio de melhor romance, Machado de Assis, com "Turismo para cegos" (Editora Companhia das Letras)  e Carol Rodrigues ficou com o prêmio de melhores contos, Clarice Lispector, com "Sem Vista para o Mar - Contos de Fuga" (Editora Edith).

Para conhecer os finalistas do Prêmio Fundação Biblioteca Nacional desde a edição de 2006, siga este link.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
>