Azul é a cor que eu mais gosto II - Gustavo

Filho querido,

Queria poder ser um bom pai e uma pessoa um pouco melhor, ter a capacidade de me comunicar mais facilmente com você, ser menos culto e mais inteligente, menos inteligente e mais sensível, queria te dar sempre muitos e bons conselhos.

Há quem diga que conselhos são presentes inúteis e talvez com razão. No entanto, se eu pudesse te aconselhar, diria primeiramente para ficar longe das certezas, sejam elas quais forem. Certezas demais limitam o raciocínio. Boas ideias não se encontram organizadas em rebanhos ou filas indianas, as ideias geniais são sempre rebeldes e difíceis de achar. Lembre-se de que seres humanos são imprevisíveis por natureza.

Nunca acreditei em destino, principalmente aquele tipo de destino infalível, pronto e imutável. Destino com jeito de roteiro cinematográfico, onde cada pessoa tem um papel definido e cada ação uma hora marcada para começar e acabar, eventos agendados que nunca acontecem por vontade da criatura, mas sim por determinação de um Criador que controla minuciosamente o saldo de vidas passadas, punindo ou premiando as ações, neste e também no outro mundo.

Falando em certezas, daqui a alguns anos você vai passar por uma fase confusa, chamada adolescência, na qual achará que toda a razão do mundo lhe pertence. Sabe de uma coisa filho, nesta idade a razão é totalmente dispensável. Quem precisa de razões quando há tanto tempo para acertar e errar. Neste momento, você pensará também que sabe tudo sobre todos os assuntos, para descobrir logo depois que nada sabe, cada vez menos, e acredite que isto não terá a menor importância.

Depois desta fase, o tempo passará mais rápido, as novidades irão rareando e os dias ficarão mais chatos. Neste ponto da vida, com certeza, você terá se transformado em um adulto, e então só restará saudade da criança esquecida um dia.

Principalmente filho, tome muito cuidado com a literatura. A literatura é uma coisa maravilhosa, o problema é quando ela passa a ser a única coisa boa em nossas vidas. Nunca deixe que isso aconteça com você.
5 comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 melhores distopias da literatura

Os meninos da rua Paulo - Ferenc Molnár

As 20 melhores utopias da literatura

As 20 obras mais importantes da literatura francesa

20 personagens femininas da literatura mundial

Sheyla Smanioto - Desesterro