Ronaldo Correia de Brito - Galiléia

Literatura brasileiraRonaldo Correia de Brito - Galiléia - Editora Objetiva - Selo Alfaguara - 236 páginas - Publicação 2008.

Neste romance, vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura 2009, Ronaldo Correia de Brito conseguiu reunir em sua narrativa algumas histórias que se cruzam para evidenciar os contrastes entre a vida no mundo contemporâneo e as tragédias de uma família tradicional. Os primos Ismael, Davi e Adonias retornam, após muitos anos, para a fazenda de Galiléia no sertão cearense com a finalidade de se despedirem do avô Raimundo Caetano que apodrece em seu leito de morte.

Ismael, filho ilegítimo, vem da Noruega onde estava preso por agressão à mulher. Davi viajou pela Europa e Estados Unidos como pianista e é considerado o gênio da família. Adonias, o narrador do romance, mora no Recife e estudou medicina na Inglaterra. Adonias é quem melhor define o sentimento de todos nesta viagem de retorno, quando cruzam de carro o sertão cearense: "O calor me enfada. Ele vem das pedras que afloram por todos os lados, como planta rasteira. Nada lembra mais o silêncio do que a pedra, matéria-prima do sertão que percorremos em alta velocidade".

Os personagens interagem em um certo clima de realismo fantástico que permite diálogos entre os mortos e os vivos, tudo para contar as histórias de tragédia e violência da família. Histórias que incluem assassinatos, estupro e discriminação. O autor não teme o rótulo de regionalista como afirma nesta declaração: “O meu sertão é a paisagem através da qual eu interpreto o mundo, o de hoje, o globalizado, o que rompeu com as tradições. Interessa-me a decadência, a dissolução. Meus personagens migram, sofrem o embate com as outras culturas. Sei que tenho sido vítima de preconceitos pela escolha dessa paisagem". Portanto, ninguém deve estranhar, quando "Paranoid Android" do Radiohead for citado logo no primeiro capítulo, neste momento percebi logo que estava diante de um romance diferente.

Ronaldo Correia de Brito escreveu os livros de contos As Noites e os Dias (1997), editado pela Bagaço, Faca (2003), Livro dos Homens (2005), e a novela infanto-juvenil O Pavão Misterioso (2004), todos publicados pela Cosac Naify.
22 comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 melhores distopias da literatura

Os meninos da rua Paulo - Ferenc Molnár

As 20 melhores utopias da literatura

As 20 obras mais importantes da literatura francesa

20 personagens femininas da literatura mundial

Sheyla Smanioto - Desesterro