Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2009

Sándor Márai - De Verdade

Imagem
Sándor Márai - De Verdade - Editora Companhia das Letras - 445 páginas - Publicação 2008 - Tradução direta do húngaro por Paulo Schiller.

Um dos maiores escritores em língua húngara de todos os tempos, Sándor Márai (1900-1989) abandonou a Hungria em 1948 por não concordar com o regime comunista forçado do pós-guerra e, em seu auto-exílio, continuou a escrever apenas em húngaro (uma língua excepcionalmente difícil e literária, como bem destacou Chico Buarque no seu romance Budapeste), tendo sido censurado em sua terra natal até o fim da ocupação russa. Foi justamente no ano da queda do muro de Berlim e com a consequente abertura política do leste europeu, quando poderia então retornar para a Hungria, que Márai suicidou-se com um tiro na cabeça em San Diego nos EUA em fevereiro de 1989, talvez acreditasse que a vida não tinha mais sentido após a perda da mulher Lola Matzner em 1986 e do filho adotivo Janós no ano seguinte.

Neste romance, a prosa elegante de Márai assume um tom existencial…

Playing for Change - One Love

Imagem
Nesta época do ano em que as caixas postais ficam entupidas com mensagens repletas de intermináveis e chatas apresentações em power point, vou recorrer mais uma vez ao pessoal da fundação Playing for Change. Eles se definem como "um movimento multimídia criado para inspirar, conectar e trazer a paz para o mundo através da música", uma bela idéia sem dúvida.

Agradeço as visitas e comentários de todos os amigos que passaram por aqui durante este ano com muitos e belos textos, romances, contos, poemas, músicas e tudo aquilo que ainda pode fazer da raça humana uma coisa melhor!

Clarice Lispector, sempre

Imagem
Mais um objeto de desejo e excelente sugestão para presente de Natal, a biografia de Clarice Lispector, escrita pelo americano Benjamin Moser e publicada nos Estados Unidos em agosto de 2009 com o título de "Why This World: A Biography of Clarice Lispector", foi lançada no Brasil pela editora Cosac Naify como "Clarice," (lê-se “Clarice vírgula”),em tradução de José Geraldo Couto. Esta biografia foi incluída entre os 100 livros Notáveis de 2009 pelo New York Times Book Review (ver relação completa aqui).

Escritor, crítico, editor e tradutor, Benjamin Moser nasceu em Houston, em 1976. Graduado em história, fala seis línguas, entre elas o português, e prova que, em assuntos de literatura, o que importa mesmo é a sensibilidade antes da nacionalidade. A própria Clarice é a maior prova disso, tendo nascido na Ucrânia e passado a maior parte de sua vida no Brasil, além dos países onde morou com seu marido, o diplomata Maury Gurgel Valente. 

Andei bisbilhotando o livro em um…

Revista Ficções Online

Imagem
A versão online da Revista Ficções apresenta um projeto gráfico primoroso e, principalmente, muito confortável para leitura via monitor. Quanto à qualidade literária dos textos, recomendo uma visita para comprovar o altíssimo nível da publicação. A revista é uma produção das editoras 7Letras e DeCriação e do centro de cursos e oficinas literárias Estação das Letras.

A edição N° 18 (ver figura ao lado) teve a sua edição impressa lançada no último dia 12 de Dezembro aqui no Rio de Janeiro e foram incluídos contos dos seguintes autores: Altair Martins, Ana Paula Maia, André Rios, André Tartarine, Bruna Beber, Cristina Parga, Dimitri BR, Dodô Azevedo, Flávio Izhaki, Francisco Slade, Giovanna Dealtry, Lu Xun, Marcelo Moutinho, Mariel Reis, Mauro Siqueira e Sonia Coutinho.

Segundo informações do próprio site os "Autores de todos os perfis e procedências podem enviar seus textos. Após uma triagem pelo Conselho da Revista, os textos mais expressivos são publicados e expostos aos comentári…

Revista USP - vinte anos de cultura

Imagem
A revista USP, publicação trimestral da Coordenadoria de Comunicação Social da Universidade (CCS/USP), completou em 2009 vinte anos de serviços prestados à área de cultura. Os ensaios publicados podem variar de temas como física e bioquímica até crítica literária e religião, mas sempre norteados pela alta qualidade e profundidade dos textos escritos por colaboradores da própria USP ou autores já consagrados em suas áreas de atuação.
A boa notícia é que todas as edições de tiragem esgotada estão disponíveis no site em conteúdo integral (ver relação completa aqui) assim como a pesquisa por índice de autores. Das edições não esgotadas estão disponíveis somente os editoriais e os sumários. Maiores detalhes sobre assinatura da revista no próprio site.

Impossível falar sobre a USP e não mencionar a biblioteca digital brasiliana que, tendo como base o acervo doado por José MIndlin, "se oferece como um instrumento de multiplicação, de universalização de acesso, de democratização dos meios …

Jonathan Littell - As Benevolentes

Imagem
Jonathan Littell - As Benevolentes - Editora Objetiva - Selo Alfaguara - 905 páginas - Publicação 2007 - Tradução da edição francesa por André Telles.


Vencedor do prêmio Gouncort de 2006, este é um livro difícil de ler e ainda mais difícil de se resenhar. Jonathan Littel escreveu um romance histórico sobre a Segunda Guerra com foco na campanha alemã do leste europeu e o extermínio sistemático de judeus e outros grupos étnicos, utilizando como recurso ficcional as memórias do protagonista Maximilien Aue, oficial da SS nazista que participou dos eventos principais ocorridos na Polônia, Rússia, Hungria e a derrota final do exército alemão com a tomada de Berlim pelos aliados. A crítica especializada se dividiu entre a adoração irrestrita, comparando Littell a Tolstoi em um novo "Guerra e Paz" (crítica do jornal Le Monde) a acusações sobre excesso de violência e pornografia (ver resenhas da tradução para o inglês dos jornais Times, Guardian e The Independent).

Ao colocar o seu pro…
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...