Final da Copa de Literatura Brasileira 2009

Carola Saavedra com o seu Flores Azuis (Companhia das Letras - 168 páginas - publicação 2008), que ainda não tive o prazer de ler, levou o título da Copa de Literatura Brasileira (CLB), versão 2009, no "jogo" final contra Ronaldo Correia de Brito e o premiado romance Galiléia (Editora Objetiva - Selo Alfaguara - 236 páginas - publicação 2008, ver aqui resenha do Mundo de K) pelo placar folgado de 9 X 4. As resenhas dos jurados e comentários do público no site da Copa foram uma prova de fogo para os autores que tiveram seus livros verdadeiramente dissecados de todas as formas possíveis, pelo que escreveram ou deixaram de escrever, sendo que até mesmo os dois finalistas não conseguiram unanimidade, seja positiva ou negativa, nas avaliações.

Concordando ou não com as análises da CLB 2009, temos que admitir que foi um exercício válido de expressão e que deve ser aprimorado e incentivado, desde que mantido o respeito pelo difícil trabalho dos escritores que tentam sobreviver de literatura no Brasil, tarefa que todos, críticos e escritores, devem reconhecer não é das mais fáceis.

Outro ponto interessante a destacar é a função atual exercida pelas resenhas na mídia, sejam elas amadoras ou profissionais, principalmente no ambiente da blogosfera onde, por muitas vezes, se confunde o material de pura divulgação promocional com a crítica literária propriamente dita, incluindo os seus eventuais erros e acertos. Parabéns ao Lucas Murtinho pela organização desta terceira edição da Copa de Literatura Brasileira e vamos aguardar a versão de 2010 com interesse redobrado.

20 comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

My Question for Myself

As 20 melhores distopias da literatura

Hilda Hilst - Da poesia

As 20 obras mais importantes da literatura argentina

As 20 melhores utopias da literatura

O Idiota - Fiódor Dostoiévski