Umas flores no meio do caminho - "Dia D"

Carlos Drummond de Andrade

Mais uma vez é chegado o momento de comemorar o aniversário do poeta Carlos Drummond de Andrade (1902 - 1987). O “Dia D” foi criado com este objetivo no ano passado em uma iniciativa do Instituto Moreira Salles, coordenada pelo poeta Eucanaã Ferraz e pelo jornalista Flávio Moura, co-curador da homenagem a Drummond na Flip 2012. Estão previstos diversos eventos em Brasília, Belo Horizonte, Itabira, Lisboa, Paraty, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo.

Ausência
(Carlos Drummond de Andrade)

Por muito tempo achei que a ausência é falta. 
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo. 
Não há falta na ausência. 
A ausência é um estar em mim. 
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços, 
que rio e danço e invento exclamações alegres, 
porque a ausência, essa ausência assimilada, 
ninguém a rouba mais de mim.
11 comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 melhores distopias da literatura

Os meninos da rua Paulo - Ferenc Molnár

As 20 melhores utopias da literatura

As 20 obras mais importantes da literatura francesa

20 personagens femininas da literatura mundial

As 20 capas de discos que marcaram época