Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2015

Brasiliana Fotográfica

Imagem
Lançado o portal Brasiliana Fotográfica, inicialmente com mais de duas mil fotos históricas raras do século XIX e das duas primeiras décadas do século XX do acervo da Fundação Biblioteca Nacional e do Instituto Moreira Sales. No futuro, poderão participar outras instituições do Brasil e do exterior, públicas e privadas, detentoras de acervos originais de documentos fotográficos referentes ao Brasil. As fotos foram digitalizadas em alta resolução e podem ser vistas com ferramenta de zoom. Um passeio imperdível através da história.

Leitores anônimos

Imagem
Felizmente, como usuário do Metrô do Rio de Janeiro, posso constatar que o livro impresso não está com os dias contados e que, principalmente, ao contrário do que se diz, existe sim o hábito de leitura em nosso país. O projeto do site Tem Mais Gente Lendo (TMGL) pretende mostrar esses leitores anônimos em fotos e vídeos no Metrô de São Paulo, além de outras seções interessantes sobre o universo da leitura. Clique aqui para conhecer a página do TMGL no facebook.



Existe um projeto similar para o Metrô de Nova York, o Underground New York Public Library (UNYPL), que se define como "uma biblioteca visual" ao postar, juntamente com a foto, o título e autor do livro (ver exemplo na imagem abaixo). Que bom, parece que realmente tem muito mais gente lendo por aí!

Wislawa Szymborska - Gato num apartamento vazio

Imagem
Gato num apartamento vazio
(Wislawa Szymborska - 1993)

Morrer 
 isso não se faz a um gato.
Pois o que há de fazer um gato
num apartamento vazio.
Trepar pelas paredes.
Esfregar-se nos móveis.
Nada aqui parece mudado
e no entanto algo mudou.
Nada parece mexido
e no entanto está diferente.
E à noite a lâmpada já não se acende.

Ouvem-se passos na escada

mas não são aqueles.
A mão que põe o peixe no pratinho
também já não é a mesma.

Algo aqui não começa

na hora costumeira.
Algo não acontece
como deve.
Alguém esteve aqui e esteve,
e de repente desapareceu
e teima em não aparecer.

Cada armário foi vasculhado.

As prateleiras percorridas.
Explorações sob o tapete nada mostraram.
Até uma regra foi quebrada
e os papéis remexidos.
Que mais se pode fazer.
Dormir e esperar.

Espera só ele voltar,

espera ele aparecer.
Vai aprender
que isso não se faz a um gato.
Para junto dele
como quem não quer nada
devagarinho
sobre as patas muito ofendidas.
E nada de pular miar no princípio.

Wislawa Szymborska - Poemas - Editora Companhia das Letras - …

Kurt Klagsbrunn - Um fotógrafo humanista no Rio (1940 > 1960)

Imagem
A exposição está aberta ao público até 09 de agosto no Museu de Arte do Rio - MAR com 200 fotografias que refletem as mudanças na vida social e política do Rio de Janeiro durante as décadas de 1940 até 1960, registradas pelo fotógrafo austríaco Kurt Klagsbrunn (1918 - 2005). Adicionalmente, são apresentados detalhes da técnica fotográfica da época com explicação sobre os processos de revelação, fixação e ampliação, além de máquinas fotográficas antigas como a Rolleiflex, Hasselblad, Leica e Zeiss, entre outras.

Kurt Klagsbrunn foi uma espécie de Marc Ferrez do seu tempo, retratando o cotidiano carioca através de retratos de engraxates e vendedores ambulantes na praia de Copacabana até a aristocracia local, reunida para assistir às corridas no Jockey Club do Rio. Personalidades internacionais de passagem pela cidade como o cineasta Orson Welles também foram captados pela lente de Kangsbrunn. Uma exposição imperdível para entender melhor a história do Rio e também para todos os amantes d…

Finalistas do International Dublin Literary Award 2015

Imagem
Divulgada a "shortlist" do prêmio International Dublin Literary Award 2015, patrocinado pela cidade de Dublin, na Irlanda, e destinado a romances publicados em língua inglesa, originalmente ou em tradução. O Brasil foi representado pela primeira vez entre os finalistas desta premiação em 2012 com O filho eterno de Cristovão Tezza. No ano passado, o vencedor foi o colombiano Juan Gabriel Vásquez com El ruído de las cosas al caer e, este ano, temos um brasileiro entre os 10 livros finalistas: Bernardo Kucinski com o romance K (tradução de Sue Branford, Latin American Bureau).

Este é um dos prêmios literários mais transparentes em relação ao processo de escolha porque as indicações são feitas por bibliotecas públicas de diferentes cidades que podem nomear até três romances por ano (ver aqui a lista das bibliotecas participantes, por país, e suas nomeações em 2015). O vencedor levará 100.000 euros e será divulgado em junho.

Segue abaixo a shortlist completa e sigam os links para m…

Citações de Eduardo Galeano (1940 - 2015)

Imagem
(01) "Somos o que fazemos, principalmente o que fazemos para mudar o que somos." - Voces de nuestro tiempo‎ - Página 17 - Editorial Universitaria Centroamericana, EDUCA, 1981‎;
(02) "A primeira condição para modificar a realidade consiste em conhecê-la." - Las venas abiertas de América Latina‎ - Página 341 - Siglo XXI, 2006‎;

(03) "A liberdade de mercado permite que você aceite os preços que lhe são impostos" - Las palabras andantes - Página 61, de Eduardo Galeano, José Borges - Siglo XXI, 1994‎;

(04) "A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar." - Fernando Birri citado por Eduardo Galeano in Las palabras andantes‎;

(05) "Eu não seria capaz de ler de novo. Cairia desmaiado. Para mim, essa prosa da esquerda tradicional é chatíssima"

Llucia Ramis - Todo lo que una tarde murió con las bicicletas

Imagem
Llucia Ramis - Todo lo que una tarde murió con las bicicletas - Editora Libros del Asteroide - 224 páginas - Lançamento 2013 - Prólogo de José Carlos Llop (ler aqui um trecho disponibilizado pela editora).
Llucia Ramis Laloux nasceu em Palma de Mallorca em 1977 e escreve em catalão e espanhol, mas ainda está para ser descoberta por alguma editora no Brasil ou Portugal e traduzida para o português, o que seria ótimo para os leitores lusófonos. Neste seu terceiro romance, o tema principal é a história familiar e as relações da autora com os pais e avós. Llucia faz muito bom uso do recurso da autoficção, alternando passado remoto, recente e presente na narrativa e utilizando como cenário principal a ilha de Palma de Mallorca onde a personagem principal, já passando dos trinta anos, retorna à casa dos pais após o seu retumbante "fracasso" profissional, sentimental e existencial.

Até este ponto não há muita novidade já que a autoficção é um recurso comum na literatura contemporânea…

Penguin Little Black Classics

Imagem
Os livros impressos ganharam uma importante batalha na guerra contra as publicações digitais, constatando que o mercado editorial tradicional ainda tem muito espaço para investir com criatividade, preço competitivo e qualidade. É o que prova o lançamento comemorativo de 80 anos da editora penguin inglesaLittle Black Classics, que vendeu 70.545 cópias somente na primeira semana (ler aqui matéria do Guardian).
O projeto considerou um livro representando cada um dos 80 anos da editora com o preço de venda de apenas 0,80 Libras por volume (aproximadamente R$ 3,70). Como a penguin ficou famosa pela qualidade dos clássicos de seu acervo e a portabilidade das publicações, o que ajuda a competir com os livros digitais, foi um tiro certeiro para agradar os leitores. Clique na imagem acima para ter acesso ao site promocional e girar o pinguim, conhecendo então, aleatoriamente, cada um dos títulos da coleção.
Em setembro de 2015 a caixa completa com os 80 volumes estará disponível para venda na …

Veronica Stigger - Opisanie świata

Imagem
Veronica Stigger - Opisanie świata - Editora Cosac Naify - 160 páginas - lançamento agosto 2013.
Em 2014 Veronica Stigger ganhou o prêmio São Paulo de Literatura e foi finalista do Portugal Telecom e Jabuti com este seu romance de estreia e título difícil ("descrição do mundo" em polonês). A autora utiliza diferentes estilos narrativos em primeira e terceira pessoa, linguagem fragmentada por anúncios de época e imagens de cartões postais, tudo isso em uma bem cuidada edição gráfica, como já é tradição nos livros da editora Cosac Naify. É bom ressaltar que o trabalho de Veronica não é somente criativo na técnica, mas também na pesquisa do argumento e na criação ou apropriação dos personagens, todos "estrangeiros", mesmo o brasileiro Bopp, inspirado no poeta Raul Bopp, emprestado do nosso movimento modernista, personagens sempre envolvidos em algum tipo de deslocamento ou deslocados do meio em que vivem. 

O romance tem como base a história de uma longa viagem, de trem …
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...