Georges de La Tour

O recém-nascido (1648) - Georges de La Tour
O recém-nascido (1648) - Georges de La Tour - Museu de Rennes, França
O Museu do Prado apresenta até 12 de junho uma exposição com 31 das 40 obras conhecidas de Georges de La Tour (1593 - 1652). Um artista francês que, até hoje, desafia os críticos com uma das biografias mais misteriosas da história da arte. Até pouco tempo, algumas de suas telas eram atribuídas a pintores da escola espanhola e holandesa, inclusive ao italiano Caravaggio que influenciou o seu estilo de contrastes entre claro e escuro, religioso e profano. O Diretor do Museu do Prado, Miguel Zugaza define Georges La Tour como o mais espanhol dos pintores franceses. O quadro acima, "O recém-nascido", da fase final de sua carreira, é um exemplo da técnica de contrastes que confere um tom divino a uma simples cena familiar.

O Trapaceiro com Ás de Ouros (1635)
O Trapaceiro com Ás de Ouros (1635) - Georges de La Tour - Museu do Louvre
Já na obra acima, "O Trapaceiro com Ás de Ouros"o clima é definitivamente mundano e inspirado em Caravaggio. Um toque cômico faz com que o observador se torne cúmplice do ato ilícito que é representado na tela. Nos motivos religiosos, geralmente as pessoas estão isoladas na escuridão e fracamente iluminadas por apenas uma vela, não é o caso desta imagem, onde as personagens centrais estão bem iluminadas e apenas o trapaceiro à esquerda tem o seu rosto parcialmente escondido na penumbra. A comunicação indireta entre a senhora e sua serva parece ainda indicar que ela tem noção exata da fraude em andamento.

A Cartomante (1630)
A Cartomante (1630) Georges de La Tour - Museu Metropolitan
Em "A Cartomante", outra cena de efeito teatral, uma velha cigana está distraindo um jovem de aparência ingênua — mas ao mesmo tempo arrogante — enquanto as suas comparsas efetuam o roubo. O Museu do Prado é proprietário de apenas duas telas de La Tour: "Cego Tocando Sanfona" (siga o link para uma imagem em alta definição) e "Lendo uma Carta". Todas as outras obras reunidas nesta exposição são originárias de 17 países e 22 instituições diferentes, entre os quais o Louvre e Metropolitan.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Fernando Morais - Corações Sujos

Tianjin Binhai Library, a mais nova biblioteca da China

As 20 melhores distopias da literatura

19ª Festa do Livro da USP

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

As 20 obras mais importantes da literatura francesa