Os melhores conselhos para conviver com uma pessoa fanática por livros

Leitura compulsiva

Mesmo os bons hábitos podem se tornar práticas socialmente inaceitáveis quando atingem o nível de vício e obsessão, principalmente na vida de um casal. É o caso da paixão pela leitura que pode levar à compulsão de acumular livros e também invadir todo o tempo livre do seu companheiro(a). Não deixe que essas pequenas perturbações afetem o bom andamento da sua vida afetiva seguindo alguns conselhos simples que podem melhorar a qualidade do seu padrão de convivência familiar e social em muito pouco tempo. A insólita imagem do casal na banheira, que abre esta postagem, é do filme "The Reader" de 2008 com Kate Winslet e Ralph Fiennes.

Um livro é sempre a melhor opção de presente

Por que perder o seu precioso tempo buscando presentes caros e originais quando a melhor opção é sempre o bom e tradicional livro, seja na área de ficção ou não-ficção, principalmente quando adquirido em uma das boas livrarias do ramo que permitem a troca imediata no improvável caso de que você não conheça o gosto do seu próprio(a) parceiro(a). De qualquer forma, para reduzir a chance de insatisfação com o título escolhido, recomendo ainda seguir o perfil do seu presenteado(a) nas redes sociais de leitores: Skoob ou Goodreads.

Um livro impresso é um presente ainda melhor

A experiência de receber um arquivo  digital como presente é frustrante. Livros impressos têm projetos gráficos com páginas de texturas diferentes e agradáveis ao toque. A leitura se torna uma experiência fisicamente mais confortável. Ler um e-book, por outro lado, se parece mais com a prática de usar um celular. Afinal, depois de olhar para uma tela de computador no trabalho durante o dia todo, ninguém vai querer ficar olhando para outra tela em casa. Saiba mais sobre as vantagens do livro impresso aqui: "20 razões que explicam a permanência do livro impresso".

Cuidado, nunca presenteie um livro de autoajuda, esoterismo ou informática

Nada pode ser mais contraproducente do que uma clara demonstração de mau gosto na escolha do presente. Neste caso é mais seguro fugir das prateleiras de autoajuda, esoterismo ou informática. Mais uma vez destaco a importância da escolha de uma boa livraria com pessoal especializado que poderá orientar a sua busca para as novidades da literatura contemporânea nacional ou estrangeira. No caso de compra por uma livraria online procure pesquisar antes nos blogs literários sobre os últimos lançamentos.

Consiga mais espaço para os livros que se acumulam pela casa

A melhor recomendação, neste caso, é eliminar todo o desnecessário material decorativo da casa ou apartamento para conseguir mais espaço útil para os livros. Afinal, o que pode haver de mais lindo e decorativo do que uma bela estante ocupando toda a parede lateral da sala? Além disso, os seus melhores livros estarão sempre ao alcance. Se não houver mais espaço disponível nas paredes procure locais alternativos como embaixo da cama ou no banheiro (a cozinha pode ser um local perigoso para a integridade física dos seus livros).

Tente aumentar a sua própria frequência de leitura

Certamente você já ouviu falar no ditado: "Se não pode vencê-los, junte-se a eles". Que tal aumentar o seu próprio tempo dedicado à leitura em vez de ficar reclamando do seu parceiro(a)? Assim você poderá atingir dois objetivos ao mesmo tempo: descobrir os inúmeros benefícios e o prazer do hábito contínuo da boa leitura e encontrar assuntos de interesse comum que certamente irão enriquecer muito a qualidade do seu relacionamento. Cuidado apenas para não se tornar também um leitor(a) fanático(a).

Tente seguir as recomendações de leitura de seu companheiro(a)

Em linha e complementando o item acima, procure prestar mais atenção nas observações e conclusões do seu companheiro(a) sobre autores e títulos recomendados (na verdade, não é preciso ser um conselheiro matrimonial para entender que a necessidade de "saber escutar" vale para qualquer área da vida em comum e facilita muito a convivência). No caso dele(a) manter um blog literário, leia as postagens com atenção! Existe uma grande chance de que você compreenda os motivos pelos quais aquele livro roubou tanto tempo da sua vida a dois.

Jamais comente que determinada adaptação para o cinema é melhor do que o livro

Um(a) verdadeiro(a) amante da literatura jamais admitirá em nenhuma hipótese que um roteiro cinematográfico, por mais criativo que seja, possa ser melhor do que o livro que o originou. Na verdade, sabemos que são formas de expressão artística completamente diferentes e que não poderiam ser comparadas de forma objetiva, mas este tipo de discussão é irresistível. Sendo assim, o melhor conselho é o seguinte: "O livro é sempre melhor do que o filme", siga esta máxima e evitará muitos problemas com o seu parceiro(a).

Não interfira no sistema de organização dos livros de seu companheiro(a)

Por mais interessante e tentador que possa parecer à primeira vista, posso garantir que um sistema de organização de livros por cores ou tamanhos nunca irá funcionar. Nesses casos, o melhor procedimento para catalogar e identificar os volumes é sempre aquele idealizado pelo proprietário, seja ele qual for (mesmo que, aparentemente, não pareça haver organização nenhuma). Nunca tente interferir, sem aviso prévio, sob o risco de originar intermináveis discussões que não levarão a lugar nenhum.

Não interrompa a leitura do seu companheiro(a) sem um bom motivo

É difícil imaginar uma sensação pior para um leitor compulsivo do que precisar interromper um parágrafo no final de um capítulo devido a uma ligação telefônica ou chamado inesperado. Procure entender esta necessidade do seu companheiro(a) e só interrompa a leitura dele(a) em caso de extrema necessidade, para as demandas normais do cotidiano aguarde uma oportunidade melhor, você logo perceberá como certamente obterá muito mais atenção à sua solicitação, seja ela qual for.

Não tente competir com os livros ou demandar mais tempo do seu companheiro(a)

Finalmente, procure entender que a convivência com você é muito mais importante do que a leitura de qualquer livro clássico ou contemporâneo, mesmo que esta leitura concentre a atenção e um tempo considerável do seu companheiro(a). De qualquer forma, por uma questão de segurança, mesmo durante os momentos de maior irritação, nunca diga para o seu par romântico: "Escolha agora, de uma vez por todas: os livros ou a nossa relação!".
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

A arte de escrever crônicas

As 20 melhores distopias da literatura

Paul Celan e o poema hermético

O Idiota - Fiódor Dostoiévski

As 20 melhores utopias da literatura

20 personagens femininas da literatura mundial