Luz e sombra nas telas de Maya Kulenovic

BLIGHT
Maya Kulenovic - BLIGHT, 2009

As obras de Maya Kulenovic já foram exibidas em exposições individuais e coletivas no Canadá, Reino Unido, Holanda, EUA, Irlanda, Itália, Japão, Coréia do Sul e Turquia. Suas pinturas podem ser encontradas em muitas coleções ao redor do mundo. As imagens indefinidas e cercadas por jogos de luz e sombra despertam sentimentos perturbadores e não conseguimos descartar adjetivos como: macabro, grotesco ou assustador. A sensação de desconforto é ampliada pelo fato da artista trabalhar normalmente com crianças e adolescentes como modelos.

LISTENER
Maya Kulenovic - LISTENER, 2008

A arte provoca reações, nem sempre agradáveis. As telas de Maya Kulenovic lidam com as emoções do público e podem passar uma primeira ideia de utilizar técnicas de realismo, mas logo percebemos que o seu estilo se aproxima mais do impressionismo. A artista nasceu em Sarajevo, Bósnia e Herzegovina, tendo se naturalizado no Canadá, onde reside atualmente. Para conhecer mais sobre o seu trabalho visite o site oficial ou a página do Facebook. A própria artista explica a sua técnica de construção dos rostos à partir de um conceito impressionista:
"Minha estética e sensibilidade vêm do meu relacionamento com a arte clássica, com a qual cresci. Mas minhas pinturas não são nem clássicas nem representativas. Existe um elemento de realismo, é claro, mas o que vejo nas minhas imagens enquanto pinto não são apenas os elementos figurativos, é a relação da luz e das sombras, das áreas claras e escuras da tela, e um equilíbrio em geral desconfortável desses elementos à medida em que eles se empurram e lutam pelas áreas intermediárias. A luz está em conflito com a sombra, mas ambos se definem, e juntos evidenciam a imagem figurativa, mas ao mesmo tempo ameaçam sua integridade. Eu vejo sombras tanto protetoras quanto sufocantes, e a luz redentora e obliterante. Esse equilíbrio entre luz, sombra e a frágil realidade entre elas é o meio no qual a psicologia das imagens é construída, as expressões e particularidades (dos rostos) são secundárias."
FIRST LIGHT
Maya Kulenovic - FIRST LIGHT, 2011
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

20 livros para entender melhor o Rock

Sara anda mais bonita, um conto de Valéria Martins

Jacques Fux - Nobel

Geny Vilas-Novas - Fazendas ásperas

As 20 obras mais importantes da literatura francesa