Olga Tokarczuk leva o Man Booker International Prize 2018


A polonesa Olga Tokarczuk é a vencedora do Man Booker International Prize versão 2018 com o romance Flights, lançado no Brasil em 2014 como Os Vagantes pela editora Tinta Negra. O livro narra as histórias de várias personagens como o anatomista holandês do século XVII Philip Verheyen, que descobriu o tendão de Aquiles, passando por um escravo tornado cortesão do século XVIII na Áustria, até uma mulher, no presente, que acompanha o seu marido num cruzeiro nas ilhas gregas.

Além de Olga Tokarczuk, constavam da relação de finalistas (shortlist) deste ano o espanhol Antonio Muñoz Molina, o iraquiano Ahmed Saadawi, a sul-coreana Han Kang (vencedora da versão 2016), a francesa Virginie Despentes e o húngaro László Krasznahorkai (vencedor da versão 2015).

Olga, nascida em 1962, é autora de oito romances e de duas antologias de contos. A versão internacional do Man Booker, um dos mais conceituados prêmios em língua inglesa, foi criada em 2005 para prestigiar as obras de ficção de qualquer país, desde que traduzidas para o inglês. Segundo o procedimento da organização, o valor de de 50.000 libras será dividido igualmente entre a autora e a tradutora Jennifer Croft.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

Monólogo de Molly Bloom em Ulysses, "sim eu disse sim eu quero Sim"

Mario Levrero - O Romance Luminoso

Felipe Franco Munhoz - Identidades

As 20 obras mais importantes da literatura francesa

Vencedores do Prêmio Sesc de Literatura 2018